Como uma criança que se delicia e aprende coisas novas em cada descoberta e experiência, assim deve ser o cristão em sua conversão e caminhada com Cristo. Nos seus passos, ele deve aprender a ter uma vida temente a Deus, seguindo sua lei moral, adotando uma vida de oração e piedade e estudando as escrituras. Nesse conjunto também, ele deve praticar a comunhão com sua comunidade cristã local e nessa partilha, existe um momento aos domingos, onde há o ensino da palavra. A escola bíblica Dominical, que auxilia e ensina os passos do cristão em toda sua trajetória merece grande zelo e mérito por uma função tão bela e tão profundamente enraizada na palavra de Cristo.
    Contudo, muitos irmãos negligenciam a Escola Bíblica por “n” fatores, principalmente a parte mais jovem das igrejas. Quero aqui convidar o leitor a uma rápida reflexão sobre  a importância do estudo bíblico de sua igreja e incentiva-lo a adotar a volta ou continuidade a mesma.
     A origem da Escola Bíblica vem da Inglaterra do Século XVI, onde era reunido as crianças no domingo, por ser o dia que elas estavam mais desocupadas, quase abandonadas nas ruas.  Então, por meio dessa busca, era realizado o processo de educação infantil através da bíblia, o que foi muito eficaz e persiste até hoje.
    Entendendo sua origem, passamos agora para outro ponto de compreensão que é o nosso compromisso, zelo e amor pela palavra. Todo aquele que confessa amor a Cristo, deve amar também seus mandamentos (Jo 14.21). Evidenciamos esse amor através do crescimento saudável no conhecimento das escrituras, que é dever de todo cristão. É na palavra, que aprendemos sobre Deus e seus atributos, sua forma de agir e seu plano messiânico, seu amor e santa justiça. Também encontramos como se posicionar em diversas situações e também como se desviar de falsas doutrinas e heresias (Mt 22.29).
    Trazendo esses dois pontos a uma ligação, é na Escola Bíblica que podemos realizar descobertas, sanar dúvidas, obter crescimento e capacitação em conjunto com outros irmãos. Ela também é um grande momento de comunhão e aprofundamento de laços de amizades, podemos praticar o amor, fortalecer o fraco e aprender com o forte. Onde despertamos para uma vida de santidade através do estudo sistemático da palavra e elevamos o nível de maturidade da igreja.
    Não devemos ter em mente que, o aprofundamento no estudo bíblico nos torna céticos e menos espiritual. Ora, o que há de mais espiritual que não seja a palavra viva de Deus? que nos guia e nos desperta sempre que precisamos? Não seria a voz de Deus através de cada palavra escrita, guiada por Ele pelos autores, o que temos de mais espiritual e palpável? Muitas vezes esquecemos o quanto a bíblia é sobrenatural e importante em nosso meio.
    É fato que, não devemos desprezar o estudo bíblico em conjunto, mas reforça-lo em nosso meio, contribuindo para um esclarecimento intelectual e crescimento espiritual de todos os membros. Lembrando que, o estudo individual em casa é de mesma importância para dar continuidade ao que se aprende em grupo.
    Minha oração é que Deus em sua soberana sabedoria e vontade, lhe desperte para a importância do estudo de sua palavra, lhe dê ânimo e sabedoria para estar disposto toda manhã de domingo e saber discernir tudo que lhe é ensinado. Lhe dê ousadia para tirar suas dúvidas e saber participar de forma que ajude o seu próximo. Que tudo que você aprenda seja para Honra e Glória DEle e não para seu prazer intelectual, que tudo seja para contribuir em sua caminhada, como uma criança andando e descobrindo nos belos pastos do Pai.
“Porque desde criança você conhece as Sagradas Letras, que são capazes de torná-lo sábio para a salvação mediante a fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra. 2 Timóteo 3:15-17”