Oi Deus,

Comecei meu diálogo assim. Há muito tempo não nos falamos, engraçado né?
Vivo no meio de tanta gente,
que diz te servir e não tem tempo pra te ouvir…

Meu coração, com certa saudosismo anseia por aquelas longas conversas que tínhamos.
Onde eu ia de encontro no secreto buscar o Eterno,
passava a chave no quarto e sai dali somente depois de falar contigo.

Saia quebrado, destruído,
por encontrar alguém tão perfeito se compadecendo de mim um pobre imperfeito.

O que aconteceu comigo?
Talvez indiferença?
Letargia?
Preguiça?
Ou descaso com tua presença?

É Deus…
Não retiro minha culpa, por saber, e assim dizer que sou um pobre mortal,
tentando fazer tudo do meu jeito.

E ando procurando tempo para ter tempo com alguém essencial.