Paciência para que?

“Sede, pois, irmãos, pacientes, até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador aguarda com paciência o precioso fruto da terra, até receber as primeiras e as últimas chuvas.” (Tg 5:7 ARA)

 

Paciência. Essa palavra me chamou muito a atenção ao ler essa passagem da carta de Tiago. É necessário ser paciente. Paciente até o último momento , até o último suspiro. Mas o interessante é que a paciência é necessária para que se acalme a ansiedade. O que se deve acalmar? O que é tão esperado que se deve acalmar?

Nesse contexto, fica muito claro para mim que os “irmãos” aos quais o apóstolo Tiago se refere anseiam bastante pela vinda do nosso Senhor Jesus, seja por estarem passando por dificuldades que uma vida cristã acaba trazendo (perseguições, luta contra o pecado, etc), ou simplesmente por quererem muito que esse acontecimento se consuma logo. Uma coisa é certa: a ansiedade e o coração deles gira em torno de algo glorioso, que é a segunda vinda do nosso Senhor.

Como é lindo perceber isso, que algumas pessoas de fato esperam pela vinda de Cristo. “Calma, meu irmão, seja paciente até a vinda do Senhor”. Palavras como essa nos trazem ânimo nos dias maus. A vinda de Jesus é algo muito real e esperar nisso é motivo de grande alegria na vida de qualquer cristão de verdade.

Mas enquanto eu lia esse versículo eu fazia uma autoavaliação. O quanto isso tem sido uma verdade em minha vida? O quanto eu tenho ansiado por isso? Parece que eu deixei que isso se perdesse lá atrás no começo de minha caminhada. Tenho me deixado levar por vãos pensamentos e prazeres que tem me tirado aquilo de mais precioso que eu tinha, a vinda dAquele que me deu sua vida para que eu tivesse uma.

Quando nos esquecemos de verdades como essa, nossa vida pode dar uma guinada bastante acentuada para fora do caminho que Deus planejou para nós. Passamos a colocar nossa confiança naquilo que se pode perder, contrariando o que Paulo disse em 2Co 4:18. A eternidade é real, a vinda de Cristo é real. O modo como enxergamos esse tipo de verdade vai determinar todo um estilo de vida: santa ou carnal. A fé que nos foi dada nos dá uma esperança viva naquilo que não se vê, fazendo com que vivamos de um jeito que nos levará à eternidade com o Pai.

Eu espero realmente que essa palavra seja para mim, de modo que seja necessário que eu escute: “sede paciente”,  por estar num estado de extrema ansiedade pela volta do meu Senhor. Que a minha fé me leve ao arrependimento de uma vida pouco reverencial e que isso mude completamente o meu modo de viver. Sejamos como o lavrador que espera para colher o precioso fruto. É chegado o Reino de Deus, amém!

 

Se você deseja ser um cristão saudável, considere, com certa frequência, como será o seu fim.” (J.C.Ryle – Santidade)

Um comentário Adicione o seu
  1. Amém! Bom dia na paz de Jesus Cristo; que nós tenhamos paciência necessária, assim como o lavrador, pois temos a mente de Cristo por meio do Espírito Santo! Glórias a Deus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *