Atestado Médico – Uma alegoria sobre a justificação

Nós cristãos contemporâneos diversas vezes não damos importância as principais palavras de nossas fé cristã e seus significados doutrinário.

Existem alguns conceitos doutrinários que todo crente precisa saber. Ele deveria tomar conhecimento do que dizem as Escrituras com relação a assuntos como graça, regeneração, substituição, redenção, justificação, santificação e segurança, para citar apenas alguns.

Nesta missiva quero que lhe apresentar a justificação que é somente através de Cristo, com um exemplo bem simples e cotidiano:

“Havia uma empresa e seu dono, o Sr. Augustus. O qual criou um tipo de negócio necessário nestes tempos delivery, um serviço de entrega pontual. Logo contratou um primeiro motoboy, chamado Octávio e lhe emprestou uma moto, pois o mesmo não tinha, no qual fez um pacto de trabalho. Quando começaram as entregas o motoboy não apenas se contentou a entregar, mas muito confiante e arrogante durante um certo percurso resolveu empinar a moto, o que é ilegal, ilícito, infligindo a Lei e num movimento errado, caiu em uma grande queda se ferindo e quebrando toda moto emprestada. Foi hospitalizado e liberado, porém o médico disse que a recuperação seria por tempo indeterminado tendo em vista os grandes ferimentos, e deu-lhe um atestado médico, o mesmo foi levado para sua casa, ficando de cama, levando-o a faltar do trabalho. Era necessário porém que fosse entregue ao seu patrão seu atestado médico para justificar sua falta, mas não sabia como pois estava sozinho em casa e incapaz, mas inesperadamente, aparece-lhe um grande amigo, chamado Justus, o qual se prontificou a levar o atestado e entregar em mãos ao patrão, devido a sua incapacidade de fazê-lo. Justus, se apresentou a empresa, achegou-se ao patrão, o Sr. Augustus e disse:

-Olha, Sr. Augustus, meu amigo Octávio, no qual o Sr. fez um pacto, cometeu um erro e sofreu uma grande queda, o qual está incapaz de até mesmo vir até o Sr. e justificar-se, mas veja eu como seu amigo vim até o Sr. apresentar o atestado médico dele, para o justificar, sim para justificar sua falta! E digo-lhe mais, como ele não conseguiu cumprir o pacto com o Sr. e sei que tem muito trabalho a se fazer, e que também o Octávio depende desse trabalho pra viver, eu tenho um bom pai, que me deu grandes e valiosos bens, ou seja, tenho tudo, e olha bem sei que a conta do Octávio com o Sr. está negativa agora com esta falta, mas fazemos assim, está aqui o atestado do Octávio, pronto justificada a sua falta, e também vou trabalhar para o Sr. de graça, isso gratuitamente, para pagar a falta e a dívida do Octávio, e que o sobejar do meu trabalho o Sr. deposita na conta dele”.

Justificação!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *