Choque de Cristianismo

Bem, gostaria de começar essa publicação fazendo a apresentação do Rogerinho, mas creio não ser tão agradável. Mas para quem está viajando com essa introdução e gostaria de entender do que estou falando, sugiro ver um episódio apenas do programa Choque de Cultura. Para quem já viu, creio que irá entender o que quero dizer neste post.

O programa tem a ideia humorística de comentar sobre “cultura” em uma perspectiva (como diz o Renan) “nada a ver”. E isso faz o programa ficar mais engraçado ainda. Mas o nome … porque choque de cultura? Se percebermos o personagem Maurilio, a cada episódio ele vai levando na pele o porque do nome de choque. Ele é totalmente diferente de seus amigos personagens, e entre trancos e barrancos vai se acostumando com a “cultura” de seus amigos de trabalho. O choque é grande a cada programa, mas no final (no episódio do oscar) ele já começa a ter uma visão (cosmovisão) igual a dos amigos de enxergar o que está a sua volta.

Da mesma forma, o cristianismo oferece isso. Um choque! Nascemos configurados com a nossa realidade, com nosso ego, com pessoas de todos os tipos e culturas. Com a seta para o mal … Corrompidos e pensando no que não se deve. Mas quando olhamos para o cristianismo, ficamos parecidos com o Maurilio do programa. Temos um baita choque e assim, percebemos que temos que mudar. Nos confrontamos com o que está certo e errado e mudamos de opinião sobre nosso ser aceitando a cultura cristã como única regra e única prática.

A única diferença entre o choque de cultura e o choque de cristianismo é que no choque de cristianismo, não são as pessoas a sua volta que te moldam mesmo estando erradas. É Deus e sua Palavra que é a verdade e imutável. Esse choque é necessário não para você ser aceito aqui na Terra como o Maurílio foi aceito com seus colegas, mas para ser aceito (aprovado) nos lugares celestiais. Aceite, lute e deixe que esse choque te molde trazendo uma cultura sadia do Reino de Deus para sua vida, transformando uma visão do mundo totalmente revolucionária …a cristã.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *