Fagulhas da eternidade

 

Porém ele disse: Eu farei passar toda a minha bondade por diante de ti, e proclamarei o nome do Senhor diante de ti

Êx 33:19a

Todo ser humano nasce com uma pergunta que assombra sua existência: “Qual é o meu propósito?”. Muitos encontram a resposta, outros porém, vivem suas vidas sem sentido e significado. As Escrituras nos apontam o caminho para a pergunta que ecoa no coração aflito do homem:

“Tudo que Deus fez é apropriado a seu tempo; também pôs no coração deles a idéia da eternidade”

Ec 3:11

Essa ideia nos mostra que o próprio Deus colocou em nós um pedaço de sua essência, e é isto que nos faz aproximarmos d’Ele.

Deve-se existir uma urgência palpitando em nossos corações pela busca a Deus, pois as escrituras nos orientam: a buscar enquanto se pode achar (Is 55:6), prosseguir em conhecer o Criador (Os 6:3),gloriar-se em conhecê-lo (Jr 9:23-24).

Muitos têm tentado desvendar o segredo do seu propósito de vida através da felicidade, mas Agostinho de Hipona, um teólogo e filósofo cristão disse certa vez:

A busca de Deus é a busca da felicidade. O encontro com Deus é a própria felicidade.

É tempo de buscar a face de Deus para preencher nossos corações, nos esvaziando dos nossos pecados, com as fagulhas da Eternidade que foram reservadas para o homem, e desfrutar da presença do seu criador.

“Cinco minutos dentro da eternidade, eu creio que cada um de nós, desejaríamos ter: sacrificado mais, orado mais, amado mais, suado mais, agoniado mais, chorado mais!”

Leonard Ravenhill.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *