Não terei a outra metade da laranja

Se você é um desses que adotou a ideia de que não vai casar porque está em um relacionamento sério com Cristo ou que quer ser como Paulo (partir para o celibato), quero dizer que essa atitude é aparentemente bonita, mas que o alvo está mais longe, rs. Antes de tudo, que tal discorrermos aqui o que te levou a chegar a essas conclusões? Não li todas as cartas de Paulo ainda, mas com o que ouço nos cultos de doutrina, em palestras, ministrações e textos, não dá pra ignorar a devoção que o mesmo demonstra nas suas cartas.

Eu já pensei dessa forma e não nego, ainda há resquícios que perambulam no meu inconsciente. Cristo está me auxiliando a mudar essa visão – hoje eu acredito que posso construir uma família. Um dos motivos que me levou a chegar a essa conclusão foi a vida sentimental incontrolada, invadida e, digamos, abusada. O sistema externa diariamente que a felicidade está vinculada a uma vida sentimental totalmente suprida, aparentemente afogada em sorrisos e exposta nas redes sociais. Não vejo as coisas dessa forma. Eu, por exemplo, tive uma vida agitada e estou entendendo agora, depois de conhecer a Cristo, que as coisas não deveriam ter acontecido da maneira que aconteceram, caso eu estivesse dado ouvidos aos mais experientes e tivesse atentado para os não’s da vida. Decidir caminhar só pode trazer sequelas.

Você que “treme na base” quando pensa em se relacionar um dia, devido um passado agitado, bom, estar nos caminhos do Espírito é deixar com que Ele cuide das coisas por você. Já estive com os olhos vendados pensando dessa mesma forma. “Nunca vou casar”. Aprendi que quando Paulo diz: “Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação; as coisas antigas já passaram, eis que tudo se fez novo!”, o tudo quer dizer tudo.
Aos que adotaram o “ser feliz só”, aconselho que entreguem essa área também para Cristo. Ele deve reinar no âmbito completo do teu ser. Realmente creio que Deus queira fazer uma limpeza completa nos seus filhos depois de o convidarem a seguir os seus passos. Isso quer dizer habitar em todos os cômodos da morada que você é. Se o caminho que te levou a chegar a esse objetivo foi cheio de frustrações, e as mesmas te fizeram fechar os olhos para uma vida conjugal feliz, ore para que Deus comece a trabalhar em você. Família é um ministério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *