O Batismo no Espírito Santo/Os frutos do Espírito

“28 E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro mestres, depois operadores de milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas.
29. Porventura são todos apóstolos? são todos profetas? são todos mestres? são todos operadores de milagres?
30. Todos têm dons de curar? falam todos em línguas? interpretam todos?”
(1 Coríntios 12:28-30)

À uma grande mística em volta do que é ação do Espirito Santo, no meio pentecostal essa mística é bem forte, onde o dom de falar em outras línguas é o Ápice de um Cristão, os seus dizeres sem um entendimento e muito menos sem interprete, ou melhor, alguém que tenha o dom de Intérprete, ao qual, é enfatizado tanto quanto o falar em outras línguas muitas das vezes no mesmo versículo, não ganha tanta atenção assim!
Porque ?
Existe algum dom menor que o outro ?
Acontece que, O homem Batizado no Espírito Santo manifesta os frutos do Espírito Santo e não os dons!
A uma grande inversão nisso, e olha que o próprio capítulo diz :

“Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, distribuindo particularmente a cada um como quer.” (1 Coríntios 12: 11)

“A cada um como quer”

Se Ele distribui a cada um como quer, o porque é pregado que sua manifestação tem de ser igual, ou um único dom?

O porque Gálatas 5 não é lido e relido milhões de vezes assim como 1 Coríntios 13?

Seria os frutos do Espírito menor que os dons?
E Frutos do Espírito não é contagiar pessoas a irem a igreja, mas sim mostrá-las a diferença do Evangelho em sua vida.

Então está mais que claro, que os valores cristãos foram invertidos, e por mais incrível que pareça, Cristo nunca pediu dom algum aos seus discípulos, mas Ele alertou sobre os frutos e que isso mostraria quem está realmente ligado a Ele – João 15.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *