A relação entre a fé e as Obras. (um breve estudo da carta de Tiago 2:14-17)

Muito se discute sobre esse assunto e qual a relação entre um e outro, alguns afirmam com unhas e dentes que somente a fé basta, não sendo necessário ser feito mais nada, muito menos se fazer necessária a “ajuda” de boas obras, outros afirmam que necessitamos exercer a prática de boas obras, sendo assim o que devemos fazer mediante a este impasse?

Vamos olhar o que Tiago diz em sua carta, mas precisamente no capítulo 2 do verso 14 a 17.

14 – Fé e obras – O notável não é a oposição que se pode estabelecer entre um e outro, mas sim o impasse entre a fé viva e a morta. A intenção do autor não é afirmar que as boas obras podem nos salvar, mas sim mostrar como as boas obras revelam qual tipo de fé professamos e como essa fé se manifestará em nós sem ausência das obras.

Obras: quando vemos nos escritos de Paulo a palavra Obras, é comum em qualquer outra carta que lermos essa palavra, remetermos ela ao mesmo significado no contexto de Paulo, mas Tiago faz o uso do termo com significados de amor e compaixão aos nossos próximos.

15 e 16 – Uma fé baseada em palavras – um exemplo de tal fé tem sido a atitude de muitos que se dizem cristãos, mediante a uma necessidade de nossos irmãos em uma situação social crítica, nesse caso somente proferir palavras que pareçam ajudar, não é o suficiente, reivindicar o amor através de nossas atitudes irá valer muito mais a pena neste momento.

17 – A fé – Lutero em um de seus escritos diz que a fé salvadora é uma fé viva, Tiago não está comparando a fé com as obras, mas sim quer diferenciar a fé viva da fé morta.

A Fé morta – Tal fé não pode agradar a Deus tão pouco nos salvar, se prova inútil pois a convicção do homem não torna serviço cristão um hábito de vida.

A Fé com as obras – Assim como as nossas intenções de ajudar os necessitados só podem ser comprovadas perante as nossas ações, a fé não se pode provar genuína sem a prática das boas obras.

Um comentário Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *