Quando Jesus não é suficiente

Vez ou outra nosso coração acaba dentro da areia movediça do pecado, todos os sentimentos pecaminosos vem sufocando a perfeita imagem do Santo Deus. Nossos ombros se curvam com o peso dos pecados medo, angustia, aflição, tristeza. Cada um de nós possuímos um limite e existe um estopim em que tudo desanda.

Salmos 51 (leia) descreve nosso intimo, nosso espírito geme e clama misericórdia.

Jesus pode ser insuficiente? Podemos perder o foco do vislumbre da graça de Deus. Estamos dentro de uma floresta escura e fria. Aquela densidão nos engole tentamos gritar e a voz se esvai. O cristão não é de ferro, está sujeito a decair na confiança a Jesus. Por isso nossa mente precisa estar saturada das escrituras.

Efésios 6:10–20 Irá detalhar a armadura de Deus, verso 11: vistam toda a armadura de Deus, para que possam permanecer firmes contra as estratégias do diabo.

A escuridão, as dificuldades, os medos não são suficientes para nos retirar a graça, alias nada é! Jesus em sua morte nos assegurou um lar sem caminho de volta, não acredite nas mentiras do seu coração!

Em Colossenses estavam tirando o resplendor da Glória de Deus, colocaram algo com Jesus para que Jesus ficasse melhor. Paulo foi enérgico em condenar tal ato. Jesus e somente ele é o suficiente!

Hebreus 13:8 Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e para sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *