Notas sobre o livro Marcos

Hoje o plano de leitura inicia o Evangelho de Marcos. Para que a nossa leitura seja ainda mais produtiva, seguem algumas notas bem interessantes para o nosso aprendizado.

1- O Evangelho de Marcos é como “uma pedra jogada no fundo da piscina”, ele não tem muita preocupação com os detalhes, pois vai direto ao ponto: “As boas notícias de Jesus Cristo, que é o Filho de Deus.” Por isso é um evangelho mais curto em comparação com os demais.

2- Diante deste movimento “acelerado” neste Evangelho, nós embarcamos nesta história seguindo ao lado de Jesus “no caminho”, enfatizando sua mensagem: “Arrependam-se, creiam nas boas novas e sigam-me.”

3- Ao mesmo tempo que ele é rápido, Marcos nos traz algumas surpresas e detalhes tais como as emoções de Jesus. Jesus sente ira, tristeza, angústia, compaixão, amor, alegria, etc. Tudo isso nos lembra que a fé se compõe de coisas reais da vida, produzindo muitos sentimentos e emoções em nós.

4- Não temos certeza de quem é Marcos, talvez um “intérprete” de Pedro, talvez um judeu cristã. Enfim, o próprio Marcos não liga para o seu anonimato, seu foco é exclusivamente Cristo Jesus, o Filho de Deus.

5- A estrutura de Marcos é simples e ao mesmo tempo incrível. Marcos tem 16 capítulos e é só dividirmos pela metade que ficaremos surpresos com a maneira que ele organizou a mensagem do seu ponto de vista. Na primeira parte (1-8.26) aprendemos sobre quem é Jesus, sua missão e sua autoridade, trata-se do ministério galileu de Jesus. No verso (8.27) o ponto decisivo e crucial: quem é Jesus? E na segunda parte (8.30-16) Jesus parte da Galiléia para Jerusalém, seu foco: a cruz! Se quisermos entender Jesus como o Messias, temos de mudar para esse novo lugar. Aqui a lição é a paixão de Jesus e o verdadeiro discipulado.

6- Duas ênfases este evangelho traz consigo: A- a mais importante: quem é Jesus! B- Os discípulos. Aprendemos muito sobre discipulado e o quanto Jesus nos ama e não desiste de nós, mesmo quando falhamos.

O final de Marcos também é abrupto, assim como o início. Pois agora prosseguimos nessa narrativa, ou seja, a história continua comigo e com você, compartilhando as boas novas de que Cristo Jesus é o Filho de Deus!

Boa leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *