O cristão e a política

Em meio a todo esse caos político no qual nos encontramos, Crise política, econômica e até mesmo cultural, pode surgir uma pergunta em nossas mentes, qual a postura que nós cristãos que por mais que sejamos cidadãos do céu (“Nós, porém, somos cidadãos dos céus. É de lá que ansiosamente esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo” Filipenses 3:20) Vivemos ainda nesta terra, sendo assim, qual deve ser a nossa postura em relação a política?

Em Romanos no Capitulo 13, Paulo vai descorrer a respeito de alguns pontos sobre como nos devemos portar em relação as autoridades governamentais que foram estabelecidas por Deus, sejam elas más ou boas, afinal todos prestarão contas de seus atos perante a Deus(Romanos 14:12)

O que quero por meio deste “estudo”, não é levar você a uma reflexão sobre qual deve ser a sua escolha ideológica, se você leitor, deve ser de esquerda, direita, conservador, liberal, anarcocap e etc. Mas sim tentar mostrar de uma perspectiva bíblica, o nosso dever como cristãos

O dever de toda e qualquer pessoa que se diz cristão, é orar pelos seus familiares, amigos, inimigos (como Jesus nos ordena em Mateus 5:44), devemos orar pelos nossos líderes, inclusive políticos como podemos ver em (1 Timóteo 2:1-2) “Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças por todos os homens; pelos reis e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade”.

A nação cujo ora pelos seus líderes é bem sucedida, vemos a exemplo um grande homem de Deus, John Knox, o principal reformador escocês, que pela Graça de Deus, mudou todo um país pelas suas orações. A biografia de Knox sem dúvidas é uma das mais belas, por volta de 1958, havia guerra entre Escócia e Inglaterra regida pelo seu império monarca, a biografia diz que a Rainha da Escócia, disse ” não temo o exército Inglês, mas sim as orações do John Knox”. No ano seguinte a Escócia foi tomada pelo catolicismo e então Knox ora durante 1(um) ano a seguinte frase ” Deus dá-me a escócia se não morro” 1(um) ano após as orações o parlamento, declara a escócia como um país protestante.

Através da vida de Knox, não só por ela, mas principalmente por ela, podemos ver a importância de orarmos pelo nosso país, muitas vezes nos sentimos impotentes, de braços atados, apenas perplexos e imóveis vendo a que ponto chegará a nossa nação, pois politicamente falando, não podemos fazer muitas coisas, mas como cristãos podemos fazer total diferença, com nossas orações podemos fazer com que esse país melhore.

Que Deus possa mais uma vez, com sua imensurável Graça, nos agraciar e ouvir nossas orações em prol de nossos governantes, que como nos dias de Knox, possamos experimentar de um renovo em nossa política.
Deus salve nossa nação.

Toda Honra, Glória e Majestade sejam para Ele, Amém!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *