Romanos (devocionais 2)

2-7 vs
Paulo se auto intitula apóstolo na apresentação, aliás, a apresentação da carta de Romanos se apresenta mais extensa do que as outras. Essa “carteirada” de Paulo é confirmada em outros momentos das escrituras (At 9, Gal 1:1 e Gal 1:16). Voltando a ideia da longa saudação, na mesma, Paulo desenvolve toda uma ideia que pode ser resumida em ‘graça e paz a todos os romanos’, mas o seu intuito maior que podemos observar de forma breve, é que Paulo procura deixar bem claro que ele é servo e um apóstolo de Cristo, e apresenta uma linha de raciocínio para desenvolver o chamado a santidade, sobretudo para aqueles que recebem o chamado do pai.
Reflexões
 
Diante do grande esforço de Paulo em deixar claro que ele é um apóstolo e Servo de Cristo, é importante esclarecer o que significa apóstolo. De acordo com dicionário informal, a palavra vem do grego Apostellein, que significa enviado, mensageiro ou embaixador. No sentido cristão da palavra, é um membro da igreja primitiva que andou com Cristo, ou ajudou fundar as bases da igreja. Dito isso, devemos tomar cuidado com a apropriação dessa palavra em tempos atuais, pois no sentido literal, não seria possível ter apóstolos nos tempos de hoje. Por mais que “difundir a palavra de Deus” seja um sinônimo de ser apóstolo, a tradição cristã reconhece que, apóstolo é somente aqueles que andaram com Jesus.
Na segunda parte da saudação, fica explicito a chamada à Santidade. Ser servo de Cristo, implica práticas que nos distinguem dos demais, e a santidade esta inserida nesse processo. Mas, o que é viver em santidade? De modo geral, a Bíblia chama seu povo a viver conforme os preceitos escritos nela, por isso, a santidade deve ser um objetivo na vida do cristão. Por mais que Deus é quem dita o nosso caminhar, nós devemos viver com temor e tremor (Fp: 12,13); colocar os nossos corpos a disposição para sacrifício vivo e buscar a renovação da mente sempre, segundo a agradável e perfeita vontade de Deus (Rm 12:1,2); não se envolver em julgo desigual (2 Co: 6:14-17); abandonar o velho homem para viver em justiça e santidade (Ef 4:22-24); ser imitador de Deus (Ef 5:1,2); não se associar com obras negativas; e Tutti quanti trechos bíblicos que podemos encontrar sobre o assunto, ou seja, citei aqui alguns trechos que embasam a nossa discussão de forma breve.
Buscar a santidade, deve fazer parte de nossa realidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *