Onde foi que eu errei?

Temos a tendência de nos vitimizarmos. Muitas vezes fazemos um questionamento como: “Onde foi que eu errei?”. Reclamamos das pessoas, das situações, das faltas de oportunidades. Achamos que as coisas não acontecem nas nossas vidas por culpa dos outros e usamos dessas desculpas para nos isentarmos dos nossos erros.

Quando o homem conhece o evangelho, ele passa a ter uma visão mais nítida das suas falhas, das suas limitações  e que as misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos ( Lamentações 3:22). Tem uma música, chamada ” Why me Lord”, que mostra essa situação:

 

(Por que eu, Senhor? O que eu fiz

Pra merecer toda a graça que eu tenho conhecido?

Diga me, Senhor, o que eu fiz para merecer te amar

E toda a bondade que você têm me mostrado?)

 

Senhor, divino Jesus, eu O admiro

Então me ajude, Jesus, eu sei o que sou

Agora que sei que precisei tanto de você

Ajude-me, Jesus, minha alma está nas suas mãos

 

O homem natural sempre acha que merecia mais do que tem, nunca está satisfeito com aquilo que Deus proporcionou para ele, mas aquele que conhece a palavra de Deus sabe que tem muito mais do que merecia ter e que Deus está sendo gracioso com a sua vida.

Deus cuida dos seus filhos de uma forma que é inexplicável. E como foi citado na letra da música, O que  fizemos para merecer tudo o que Deus tem feito nas nossas vidas? Nós não merecemos nada e Deus nos deu tudo, tínhamos uma dívida impagável e Jesus Cristo pagou essa dívida. Além de pagar essa dívida, nos faz desfrutar do Seu reino e nos permite contemplar a Sua Majestade.

Na história do povo de Deus, o homem sempre está pecando, mas  Deus nunca deixa de estender Sua poderosa mão para os guiar, os sustentar e mostrar a aliança que Ele tinha feito com o Seu povo. Isso é motivo de agradecermos e nunca murmurarmos das situações que enfrentamos.

 

Deus como guia

 

O Senhor ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho; durante a noite, numa coluna de fogo, para os alumiar; a fim de que caminhassem de dia e de noite. Nunca se apartou  do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite

Êxodo 13:21-22

Vemos que o Senhor guia os passos do Seu povo. O Senhor guia os Seus filhos porque somos incapazes de achar o caminho da salvação por nós mesmos. Sem a presença de Deus nunca iremos achar o caminho da salvação. A ovelha precisa do seu pastor para conduzi-la para seu aprisco. E Deus continua guiando os nossos passos para chegarmos ao Seu reino.

 

Deus como mantenedor

 

E comeram os filhos de Israel maná quarenta anos, até que entraram em terra habitada; comeram maná até que chegaram aos limites da terra de Canaã

Êxodo 16:35

 

Deus nos sustenta e supre nossas necessidades. O povo Hebreu sempre recebeu as provisões para o seu sustento. Essa bênção não foi porque eles mereciam, pois viviam contestando seu Deus fazendo queixas e acusações contra Moisés; mas porque Deus agiu de misericórdia; e isso é motivo de gratidão!

 

Deus como cumpridor da aliança

 

Então, chegaram a Elim, onde havia doze fontes de água  e setenta palmeiras; e se acamparam junto das águas.”

Êxodo 15:27

 

Deus é fiel à aliança que Ele tinha feito com Abraão, Isaque e Jacó; e mesmo com toda idolatria de bezerros de ouro, incredulidade e blasfêmias, Deus nunca voltou atrás nas Suas promessas de abençoar os Seus eleitos.

Nessa passagem, Deus simbolizou as doze fontes de água com as doze tribos de Israel e as setenta palmeiras com os setenta primeiros israelitas que chegaram ao Egito; mostrando o cuidado de Jeová com o povo que Ele adquiriu.

O Senhor seja louvado!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *